Mercado Livre: Escolhendo o melhor nome de usuário

No início da jornada de vendas online, é muito comum os empreendedores ficarem preocupados em acertar cada detalhe de seus produtos e acabarem esquecendo de incluir, desde o início, uma das características mais importantes: o nome do seu negócio.

O que levar em consideração na hora da escolha?
Ao vender online, é você quem dita o tamanho da sua empresa. Então, se você está começando a vender agora, ninguém precisa saber o nome que está por trás do seu negócio. Como é o caso de muitos novos usuários ao deixarem seus próprios nomes no cadastro. (Ex: Joaquim1234, JoaquimCastro)

Muito pelo contrário, seu negócio precisa de um nome forte, que inspire confiança, algo que já remeta a uma loja. (Ex: JocaMIx, JocaShop)

Ao fazer seu cadastro no mercado livre, ele cria automaticamente um apelido baseado no seu nome, mas você tem a opção de alterá-lo. Basta ir em configurações/meus dados e inserir um nome mais profissional.

Definindo um nome mais profissional, você traz mais segurança para o seu negócio e já consegue criar um conceito e uma identidade mais estruturada para a marca.

Verificando a disponibilidade
Depois de sentar, pensar, escrever uma dúzia de nomes no papel e eleger um, é necessário realizar a verificação de disponibilidade desse nome, pois ela será importantíssima no futuro. Para isso, basta acessar o site registro.br, inserir o nome escolhido e verificar se o domínio está disponível para registro.

Afinal, mesmo que você não queira num primeiro momento ter sua própria loja virtual, com o tempo, você poderá sentir essa necessidade. E será um problema se, na hora do registro, o nome da sua loja já existir.
Também é importante verificar se o nome já existe tanto no domínio .com como no .com.br, pois isso pode gerar frustração no cliente.

Outro lugar que é importante verificar é no INPI. Mesmo que você não vá registrar sua marca agora, a dica é consultar se ela está disponível, porque marketplaces são muito poderosos e seu negócio tem grandes chances de crescer.
Por isso, tenha essa precaução. Mas tenha em mente que não é necessário gastar dinheiro com isso agora, porque o registro é pago e pode sair caro.

Lição de casa
– Escreva os nomes que mais te agradam;
– Entre no registro.br + INPI e faça a verificação deles;
– Já comece a vender com sua nova marca! 

Bora e até a próxima!

Baixe Nosso E-book gratuito com muito mais dicas para você começar a vender hoje e faturar muito!!
FAÇA O DOWNLOAD AGORA

#mercadolivre #registro.br #inpi #registrodenome #registrodemarca #nomeusuário #naming #venderonline #vendasonline #marketplace

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *